Momentos Poéticos

Momentos Poéticos

domingo, 4 de julho de 2010




VIDA RURAL

Um dia deixei o norte
Na busca de melhor sorte
E fui morar lá no sul.
Fiquei por tempo demais
Pois não encontrei o meu cais
E voltei pra o meu céu azul.

Aqui, ainda ando a esmo
Fumaça, vem do torresmo
Que faço no velho fogão
E quando a lua se resfria
Estrelas são minhas guias
Pra não haver escuridão.

Se quero tempero, busco no quintal...
E a morena tem cheiro do inicio ao final...

ALQUE
Gravura (google imagem)

3 comentários:

Pedra do Sertão disse...

Ai que saudade do "meu Ceará"! abraço

Salete Maria disse...

A mídia fala em Bruno
Eliza e gravidez
Flamengo, orgia e fumo
-esta é a bola da vez!-
Tem muito 'especialista'
Em busca de alguma pista
Pra ser o herói do mês

E a história se repetindo
Mudando apenas o nome
Outra mulher sucumbindo
Sob ameaça dum homem
Uma vida abreviada
Cuja morte anunciada
A estatística consome
(...)

Leia mais em www.cordelirando.blogspot.com

Eu e Alque disse...

Pois mate! A saudade é claro.
Obrigado pela visita.