Momentos Poéticos

Momentos Poéticos

segunda-feira, 12 de janeiro de 2009

SONHAR

Sonhar, é como contar estrelas...
Não sabemos se estão lá,
E nem se estamos a vê-las.
É como o brilho do olhar,
Que diz: Para que ficar,
Se eu não posso mais tê-la?

Sonhar, é voar como o vento...
Sem a moça pra ajudar,
Pois não existe assento.
Mas há pássaros a cantar...
E o mar, nosso maior monumento.

Não há primeiros socorros,
Nesse morro, ninguém vai.
Pois logo soltam os cachorros,
Até para mãe e pai.
Mais é assim mesmo um sonho!
Com sorrisos e tristonho,
Mesmo com asas, às vezes cai.

Mas um sonho, é o ar que se respira...
Clorofila que nos faz viver.
Se não o temos, somos barco sem leme
E sem remos, à deriva...
Que nada deriva e vai desaparecer.

ALQUE

2 comentários:

Virgínia Lane Meneses disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Virgínia Lane Meneses disse...

Ei passa la no meu blog, tem surpesa...

bjus